Aceder ao Portal do Paciente

Ecografia

Esta técnica que tem Mais de 30 anos, é muito útil na detecção e diagnóstico de inúmeras patologias dos diversos órgãos e sistemas.

 

É um método indolor e que não emite qualquer radiação. É perfeitamente inócuo e genericamente não invasivo, com excepção da sua utilização em estudos endocavitários, onde os pacientes podem sentir algum desconforto; no entanto, é particularmente rigoroso na avaliação de patologia prostática e ginecológica (ex.: neoplasia da próstata, do endométrio e dos  ovários).

 

Como em todas as outras técnicas de imagem tem sofrido nos últimos anos inúmeros avanços, como por exemplo na aquisição de imagens 3D/4D ou na constante melhoria da definição das imagens.

 

A Ecografia ou ultrassonografia é uma técnica de imagem que utiliza os ultra-sons. É utilizada em áreas como o aparelho digestivo (fígado, pâncreas, vesícula), aparelho urinário (rins e bexiga), aparelho genital masculino (próstata, bolsa escrotal/testículo), feminino (mama, útero e ovários) e cardíaco (ecocardiografia).

Nos últimos anos tem também tido grande utilidade no despiste de lesões do aparelho locomotor (músculos, tendões, articulações) antes da eventual utilização de outras técnicas como a TAC e a RM.

É uma óptima ferramenta de orientação na realização de punções (tiróide, mama), bem como noutras áreas - ex.: pediatria (despiste de alterações congénitas tais como luxação congénita da anca).

 

Alguns exames ecográficos necessitam preparação prévia, como por exemplo:

Abdominal - jejum de pelo menos 6h;

Pélvica – Ginecológica e Prostática - por via supra púbica- necessita da ingestão prévia de liquidos;

Articulações – por vezes é importante um registo radiográfico prévio;

Prostática Trans-rectal – limpeza intestinal com clister 2 horas antes da realização do exame.